fevereiro 15, 2013

Vivendo Mais com Menos

A frase mais comum que tenho visto ultimamente é que "Sua Casa, Sua Cara".

Concordo plenamente.

Por isso, nada de ficar juntando objetos só porque são bonitinhos, saiu na revista, está na moda.

Antes de sair por ai consumindo para "fazer parte da turma", reavalie os itens que você já possui, veja a possibilidade de renová-los ou doá-los.

Somente depois de uma revisada geral na casa, pergunte-se se o item desejado combina com o seu estilo de ser (não necessariamente com sua casa), e olhe bastante para ele.

Se a resposta for sim, você vai acrescentar mais uma peça no quebra cabeças da sua vida, deixando-a mais aconchegante.

Se a resposta for não, você economiza tempo, dinheiro e recursos naturais.

Porque disso?

Porque recentemente revisei meu estilo de vida e acabei me deparando com várias questões que podem se parecer com o seu estilo.
Você viaja muito? Passa muito tempo fora de casa? Vive de aluguel? Muda-se com relativa frequência? Não tem dinheiro ou não pretende investir em infraestrutura da casa como armários de cozinha e guarda-roupas ainda? Não tem um porto seguro?
 
Fonte: Igualdade TV
 

Se você respondeu sim a pelo menos três dessas questões, bem vindo ao clube, nômade!

Você é um ser do mundo e não existe nada de errado nisso!

E sendo assim, quanto menos, melhor.

Aliás, desapego provavelmente é seu sobrenome.

Mas isso não significa que você tenha que sair jogando tudo fora, comprando novo, e trocando de novo (isso é desperdiço bem diferente de desapego).

Desapego é não se importar com as modices, é ter objetos e móveis práticos, de qualidade, duráveis e acima de tudo, fáceis de transportar. É não se importar em viver com pouco. É ser prático, objetivo. E isso se reflete em móveis multiusos.

E não importa se a casa ou apartamento são grandes ou pequenos (apesar de quase sempre terem tamanho reduzido)... importa a praticidade para organizar, limpar e mudar.

Os eletrodomésticos não precisam ser de última geração, assim como a TV e o chuveiro (desde que a ducha seja boa!).

O sofá e a cama (que pode ser baú), sim, precisam ser confortáveis e aconchegantes.

Mas não existe necessidade de muitos jogos de lençol ou mesmo de toalhas de banho, e que tal guardar tudo em pufe baú?

Para que um guarda roupas se você pode ter araras?

Quem sabe espaço abundante de paredes para colocar fotos e lembranças de viagens.

Se gosta de ler e gosta de livros, de preferência aos de bolso que são menores, mais leves e consequentemente, ocupam menos espaço.

Uma boa câmera fotográfica, um bom notebook e um HD externo são essenciais.

O importante é sempre ter em mente que para cada nova mudança, a casa irá junto com você.

Significa empacotar tudo e desempacotar em seguida.

Quanto menos, menor o tempo gasto com essas atividades que são extremamente cansativas e mais tempo para desfrutar da nova fase da vida.

Sejam felizes!

Excelente final de semana!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário